Educação Financeira

Conheça as 4 melhores opções de investimentos para autônomos

Publicado em 21/06/2024

Investimentos para autônomos, é uma estratégia muito útil para trazer equilíbrio à sua vida financeira. Quer saber como isso acontece? Confira as informações deste post.

O trabalho autônomo vem crescendo no Brasil e já envolve mais de 24 milhões de pessoas. Isso mostra a força desse campo, que oferece uma série de vantagens — como maior flexibilidade de tempo. Entretanto, a liberdade pode trazer desafios financeiros. Por isso, vale a pena se preparar conhecendo investimentos para autônomos.

A falta de um salário fixo mensal demanda maior organização até que você saiba qual é a sua renda e como ela deve ser administrada.

Por que os autônomos devem investir?

Primeiramente, vale a pena esclarecer que ter investimentos é uma prática vantajosa para qualquer pessoa, independentemente de ela exercer ou não o trabalho autônomo. Alguns benefícios comuns a todos os investidores são a oportunidade de planejar as suas finanças de maneira mais eficiente e obter rendimentos com as aplicações.

Quando falamos especificamente de investimento para autônomo, existem outros pontos positivos. Afinal, a rotina financeira de trabalhadores desse tipo traz algumas especificidades, como as flutuações de renda. Dependendo do nicho no qual você atua, pode existir muita diferença na receita obtida em cada período do ano.

Com isso, quem enfrenta dificuldades para gerir o seu dinheiro fica exposto a passar aperto financeiro em épocas de baixa receita e a gastar de forma exagerada nos períodos de aumento de rentabilidade. Aprender a investir é uma técnica útil para equilibrar esses movimentos.

Ao fazer isso, você aproveita os meses com entrada maior de dinheiro para fazer mais aplicações e planejar o futuro. Assim, terá um pé de meia disponível para complementar a renda quando for preciso.

O que avaliar antes de investir?

Agora que você já sabe a importância de investir sendo autônomo, é preciso aprender a tomar boas decisões. Existem muitas alternativas de investimentos disponíveis, e nem todas serão opções interessantes para você

O seu perfil de investidor é definido por seus objetivos em relação às aplicações e pelo nível de aversão que você tem ao risco. Os três principais riscos dos investimentos para autônomos são:

  • De mercado: refere-se ao perigo de o investidor perder dinheiro ou receber rendimentos menores do que o esperado;
  • De crédito: é o risco da instituição financeira não honrar com o pagamento combinado;
  • De liquidez: diz respeito ao prazo que leva até você ter o valor aplicado de volta.

Cada alternativa de investimento vai apresentar níveis diferentes desses riscos. Assim, esse é um dos pontos mais relevantes para avaliar antes de investir. Por exemplo, um profissional autônomo deve ter muita atenção com a liquidez, pois, em muitos momentos, pode precisar resgatar as suas aplicações para complementar a renda mensal.

Uma orientação essencial antes de escolher investimentos é planejar as suas finanças. Os autônomos devem considerar um período de três ou seis meses, para incluir as variações de renda. Depois disso, é hora de definir os seus objetivos: por exemplo, ter uma reserva para capital de giro, outra para aposentadoria etc.

Ter objetivos ajuda muito na hora de escolher onde aplicar o seu dinheiro, pois é possível montar reservas diferentes. Dessa forma, você analisa qual é o melhor investimento de acordo com cada meta e com o prazo estipulado para ela (observe se os seus planos são de curto, médio ou longo prazo).

Quais são os melhores investimentos para autônomos?

E então, quais são as melhores opções de investimentos para quem trabalha de forma autônoma? Confira 4 alternativas que podem potencializar o seu planejamento financeiro e trazer vantagens importantes para você!

1- Consórcio:

O consórcio é um dos investimentos ideais para quem está iniciando as suas aplicações. Isso porque ele tem um funcionamento bastante simples e o valor investido é o mesmo todos os meses. Assim, quem tem dificuldade para aplicar constantemente pode ver essa opção como uma espécie de “poupança forçada”.

Você escolhe o plano de consórcio que melhor se adapta melhor às suas finanças. Ou seja, define um valor mensal que não atrapalhe o orçamento. O prazo do investimento também depende da sua escolha. Logo, ele pode se adequar a diversos objetivos de curto, médio ou longo prazo.

2- Tesouro Selic:

O Tesouro Selic é outra opção interessante de investimento para autônomos. Esse produto financeiro é oferecido pelo Governo Federal na plataforma do Tesouro Direto. Você pode investir nele por meio do seu banco ou abrindo uma conta em uma corretora de investimentos.

Os investimentos do Tesouro Direto são opções da renda fixa, que é mais segura para os investidores porque as regras de rendimento já são conhecidas desde o início. No caso do Tesouro Selic, a aplicação rende de acordo com a taxa básica de juros brasileira, a Selic.

Assim, o dinheiro que você deixa investido nessa opção vai aumentando ao longo do tempo, acompanhando essa taxa. Uma vantagem dessa alternativa é a liquidez. O Tesouro Selic é uma boa escolha para reservas de emergência e objetivos de curto prazo, já que o dinheiro pode ser resgatado sem perdas.

3- Tesouro IPCA:

Um dos objetivos mais importantes que um autônomo tem ao investir é planejar a sua aposentadoria. Afinal, é comum que ele não faça aportes no INSS — quando faz, o valor geralmente é pequeno. Dessa maneira, vale a pena complementar com investimentos.

Uma alternativa para isso é o Tesouro IPCA. Ele também é oferecido pela plataforma do Tesouro Direto e tem o seu rendimento atrelado à taxa de inflação. Isso significa que o dinheiro aplicado terá sempre um aumento maior do que a inflação do período.

Essa é uma característica muito boa para objetivos de longo prazo, como a aposentadoria ou uma poupança para os filhos. Mas o investidor deve ficar atento para o risco de perder rendimento, caso seja necessário resgatar o dinheiro antes. Por isso, o ideal é só aplicar valores que você sabe que não precisará usar antes do prazo.

4- Fundos de investimentos:

Por fim, trazemos uma opção para quem tem perfil de investidor moderado ou arrojado, ou seja, está disposto a correr riscos maiores em busca de mais rendimento. Os fundos de investimentos são formas de encontrar isso sem perder a segurança necessária às finanças do autônomo.

Aplicar diretamente na bolsa de valores pode ser muito arriscado, mas que tal fazer isso contando com ajuda profissional? Essa é a ideia dos fundos de investimentos. Você investe o seu dinheiro e um gestor especialista fica responsável por encontrar as melhores opções para obter rendimentos com ele.

Existe uma grande variedade de fundos disponíveis. Portanto, você precisa ficar atento às características de cada um antes de investir. Outro cuidado importante é colocar apenas uma menor parte do seu patrimônio nessa opção, para diminuir os riscos.

Agora, você já conhece a importância de investir e sabe quais são os melhores investimentos para autônomos. Siga as nossas dicas para conhecer o seu perfil e escolher as alternativas que melhor respondem aos seus objetivos e prazos. Isso vai aumentar a sua inteligência financeira e os resultados do seu trabalho!

Autônomos
Bancorbrás
economia
Investimentos
Mais lidas
Educação Financeira
24/06/2024
A Bancorbrás preparou um passo a passo que vai te ajudar a criar um planejamento financeiro ideal para sua família. Em um mundo onde as demandas financeiras são constantes e, às vezes, até imprevisíveis, a organização e o planejamento do orçamento pessoal e familiar tornam-se essenciais –principalmente para aqueles que desejam estabilidade e segurança. Você […]
Consórcios
24/06/2024
Entenda a diferença de participar de um consórcio novo ou de um consórcio com grupo em andamento. Saiba também qual é mais vantajoso de acordo com a sua necessidade. O consórcio tem se tornado uma verdadeira poupança conjunta. Que ele é uma excelente forma de guardar dinheiro, todo mundo já sabe. Mas será que vale […]
Consórcios
24/06/2024
Acompanhe tudo o que você precisa saber sobre o consórcio para máquinas agrícolas e veja como esse serviço pode auxiliar ainda mais na sua produção. Desde a colonização, a agricultura no Brasil é uma das principais bases da economia no país. De fato, somos os maiores produtores mundiais de cana-de-açúcar, de café e de laranja. […]